Roubo de carga tem aumento de 400% na cidade de Arujá (SP)

Arujá lidera o ranking de ocorrência de roubo de cargas no Alto Tietê. O município registrou um aumento de 400% nesses crimes, na comparação de um ano. Esse tipo de roubo também aumentou 28% nos dez municípios do Alto Tietê, durante o mesmo período. Em janeiro do ano passado, a região acumulou 28 casos ,enquanto no primeiro mês de 2018 foram 36 assaltos. As informações compõem os dados estatísticos da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), divulgados na última semana.

Em Arujá, em janeiro de 2017, a cidade contabilizou três casos. Já nos primeiros 31 dias do ano, esse montante saltou para 15 casos – praticamente um a cada dois dias.

A cidade é cortada por grandes rodovias estaduais, incluindo a Presidente Dutra, o que pode justificar o alto índice desse crime.

Em todo o ano passado, 100 cargas foram roubadas em Arujá.

De acordo com o levantamento da SSP, Itaquaquecetuba aparece em segundo lugar no ranking do roubo de cargas. Em janeiro de 2017, foram registrados seis casos no município; já no início deste ano, o número chegou a nove assaltos a caminhões, o que representa um crescimento de 50%.
Suzano contabilizou, em janeiro deste ano, cinco roubos de carga, o mesmo número registrado no início de 2017.

Em seguida, aparece Ferraz de Vasconcelos com quatro assaltos a caminhões (o mesmo montante registrado no começo do ano passado).

Mogi das Cruzes também manteve dois casos em ambos os períodos, bem como Santa Isabel, que registrou um roubo em janeiro de 2018 e um no primeiro mês de 2017.

Apenas dois municípios apresentaram redução do roubo de carga. A principal queda foi registrada em Poá, quando os crimes saíram de seis em janeiro de 2017 para nenhum nesse ano. Guararema, tinha contabilizado um registro no ano passado contra zero no início de 2018.

A SSP apontou que Biritiba Mirim e Salesópolis são os mais seguros quando se fala em roubo de carga. Tanto em janeiro de 2017, quanto no início deste ano, não foram registrados assaltos a caminhões nas duas cidades.

Fonte: Mogi News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *